[…]

Hoje eu não quero questionar nada, talvez eu nem esteja em condições de ter certeza de alguma coisa mas eu quero expressar isso, agora.

Dias, meses, quase anos em vão.. tantos “idiota, praga, demo, satã” em vão, pra nem conseguir lembrar nem achar isso quando precisei. Tanto tempo evitando e fugindo pra na hora exata não conseguir correr. Faz tempo que eu não sentia minhas mãos atadas, faz tempo que eu não precisava engolir esse choro, o mesmo que eu não vou deixar cair, aaah mas não vou mesmo.

Eu já nem sei se estou feliz ou triste com tudo isso, e eu também não sei porque dizer “tudo isso” sendo que foi tão “nada”, ai que ódio.

Eu só sei que não vou chegar a nenhuma conclusão agora, tenho certeza, mas eu queria tanto concluir isso de uma vez, seja como for, eu queria dar um fim, que fim eu não sei, mas eu queria.

amor e saudade

Faz uns dois dias que escuto meus amigos falando sobre sentir saudade, saudade de uma relação que se foi, saudade de não ter visto alguém por alguns dias, ou aquela fútil, que você fala por falar, saudade inventada. Eu também ando sentindo saudades, fico na dúvida se com razão ou se é tão dispensável que nem deveria ser sentida. Colocando o meu ponto de vista nesse assunto eu acho impossível o amor e a saudade não caminharem juntos e convenhamos que a saudade é mesmo um droga. Não sou daqueles que dizem “saudade as vezes é boa” peraí.. a saudade de verdade? aquela que machuca e incomoda? olha.. nem pensar, viu?! Pronto, mais um item chato que o amor te obriga a sentir, e mesmo quando ele vai embora deixa a maldita com você. Por que será que a gente ainda busca tanto sentir uma coisa dessas se quando sente não é agradável.   Ficam as dúvidas.








tudo o que sinto agora? dor de cabeça.

tudo o que sinto agora? dor de cabeça.

As pessoas têm medo do que há dentro delas, mas é o unico lugar em que vão achar o que precisam.
Filme - Poder Além da Vida

uma videoterapia

Quantas vezes eu já disse que odiava filmes com essas lições de vida, de moral.. quantas vezes eu falei que não precisava de “ajuda” e que tudo o que eu saiba já bastava pra mim. Agora eu me pergunto, quantas vezes eu vou quebrar a cara e admitir que estava errado?! A certeza é que estou em momento de transição de sentimentos, idéias e conceitos, e pra ser sincero eu gosto disso. Os dias passam e a cada um deles eu venho aprendendo e aceitando coisas que eu julgava pequenas perto das minhas grandes conclusões. Meus sonhos eram enormes com a probabilidade maior ainda de não acontecerem, agora meus sonhos são menores e com mais chances de se tornarem realidade passem a ser verdade, isso me conforta. Tenho notado tanta coisa ultimamente, tenho me emocionado com pequenos gestos, poucas palavras, meros detalhes.. tenho prestado mais atenção no esforço das pessoas em seus desafios, seja em um filme, novela ou na vida real, pessoas que lutam pra sobreviver, que correm atrás do seu objetivo, pessoas que só pensam enquanto as outras agem sem pensar. Quero aprender com cada uma dessas pessoas, quero pegar as melhores características, ouvir os melhores conselhos, trocar a minha idéia por outra melhor.. não quero ser perfeito, mas quero acertar o máximo que puder.

1 note

Vamos começar dispensando grandes introduções, esse blog foi feito com a simples mas não pequena funcionalidade de uma caixa de sentimentos, onde eu possa guarda-los e divido-los com amigos, familiares ou até mesmo desconhecidos. Espero que gostem e gostem de verdade, enfim é isso.. já tenho o meu primeiro post na cabeça, só falta passar “pro papel”, até mais!